f

"Seja Bem Vindo ao blog da Igreja Missão Evangélica Deus é Fiel"

sexta-feira, 24 de março de 2017

Aceite a Jesus hoje Amanhã pode ser tarde demais

        Aceite a Jesus hoje Amanhã pode ser tarde demais

                                                       A purificação do templo

Ev. Mateus Cap. 21 v.12 a 17 

12. E entrou Jesus no templo de Deus, e expulsou todos os que vendiam e compravam no templo, e derribou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam pombas.
13. E disse-lhes: Está escrito: A minha casa será chamada casa de oração. Mas vós a tendes convertido em covil de ladrões.
14. E foram ter com ele ao templo cegos e coxos, e curou-os.
15. Vendo, então os principais dos sacerdotes e os escribas as maravilhas que fazia e os meninos clamando no templo: Hosana ao Filho de Davi, indignaram-se.
16. e disseram-lhe: Ouves: o que estes dizem? E Jesus lhes disse: Sim; nunca lestes: pela boca dos meninos e das criancinhas de peito tiraste o perfeito louvor?
17. E, deixando-os, saiu da cidade para Betânia e ali passou a noite.



                                                                Pastor: Eraldo Moises

quinta-feira, 23 de março de 2017

Qual é o seu valor?

                                     Qual é o seu valor?

Um famoso palestrante começou um seminário segurando uma nota de 50 reais. Numa sala com 200 pessoas, ele perguntou: Quem quer essa nota de 50 reais?
Mãos começaram a se levantar. Ele disse: Eu darei essa nota a um de vocês, mas primeiro deixe-me fazer isso! Ele amassou a nota. Então perguntou: Quem ainda quer esta nota? Mãos continuaram levantadas.
Meus amigos, vocês todos devem aprender uma valiosa lição. Não importa o que eu faço com a nota vocês vão querê-la, porque não perde o valor, ela ainda vale 50 reais. Muitas vezes em nossas vidas, nós somos amassados, pisados, e ficamos imundos, por decisões que fizemos ou pelas circunstâncias que vem em nosso caminho.
Nós sentimos, as vezes sem valor, sem importâncias, mas não importa o que acontece ou o que acontecerá, nunca vamos perder nosso valor nos olhos de Deus. Para Ele, sujo ou limpo, amassado ou finalmente ajeitado,ainda assim, seremos valioso para Ele. Deus ama você, mesmo que você não o mereça, já que você também é um pecador perdido.
Entregue sua vida a Jesus Cristo confessando o seu pecado diante Dele e pedindo perdão. Então você vai entender que você é especial.

                                                                                                                                                               
           

  Pastor: Eraldo Moises





quinta-feira, 10 de março de 2016

Estude para a prova do Curso Missionário de Crísto


Faça você parte dessa conquista, seja um Missionário de Crísto reconhecido pela Medefe. receba o Certificado e Carteirinha do curso. Seja você um representante em casa no trabalho na rua ajude com essa evangelização. A Medefe ainda lhe oferece uma filial seja você um obreiro aprovado por Crísto.



Por São Paulo, Brasil

Estude para a prova do Curso Missionário de Crísto

- Lição 1

O auxiliar de trabalho
Iniciamos este capitulo falando sobre o auxiliar de trabalho, O auxiliar de trabalho é o obreiro que foi eleito pela igreja e o ministério, para ajudar o pastor e demais obreiro nas necessidades materiais e espirituais da igreja. Reque-se do candidato a auxiliar de trabalho mesma atividades atribuídas aos diáconos ou a critério do pastor. as funções desses obreiros cessam quando deixam de preencher os requisitos exigido para o cargo ou exonerado do cargo a pedido ou ausentar-se dos cultos e das reuniões sem dar justificativas aceitáveis ou exclídos do rol de membros.

O que o auxiliar, o diácono compete ou não compete a fazer na igreja.
01. a esses obreiros é lhe permitido pelo ministério a fazerem parte da diretoria como secretário, tesoureiro ou fiscal de contas.
02. eles podem tomar direção da escola bíblica dominical, como superintendente, professor de classe, secretário e tesoureiro.
03. podem ser diretor de evangelismo.
04. presidente de mocidade ou líder.
05. dirigir cultos a critério do pastor.
06. ajudar na santa ceia do senhor.
07. fazer visitas aos hospitais.
08. recolher dízimos e ofertas na igreja.
09 . procurar por em ordem o salão da igreja.
10. observar se não esta faltando nada na igreja.
11. eles podem ser recepcionistas.
12. eles podem orar pelos enfermos.
13. eles poderão organizar trabalhos como: ar livre e outros. Desde que tenha a autorização do seu líder da igreja e em acordo com todos os obreiros.

O que não podem fazer
01. impetar a benção apostólica.
obs: não havendo pastor ou presbítero presente o irmão deve encerrar o culto dizendo assim: a paz do Senhor para todos.
02. realizar batismo nas águas.
03. celebrar a santa ceia do Senhor.
04. ungir.
05. fazer apresentação de crianças.
06. apresentar algo que vai pertencer a igreja.
07. fazer escala de outros obreiros para o trabalhos.
08. trazer a palavra doutrinária a igreja.
Obs: Na ausência do presbítero ou pastor cante com a igreja, leia a palavra e faça um culto de oração.
09. fazer mudanças na igreja, só com autorização do seu líder.
10. emprestar algo da igreja, só com a autorização do seu líder.
11. sair com instrumentos ou aparelhos, só com autorização do seu líder.
12. não é permitido marcar nenhum movimento na igreja ou fora da igreja sem a permissão do seu líder da igreja.

Aos Presbítero
Em 1tm 5:17 encontramos o quanto é difícil a tarefa do presbítero. O presbítero não é só para ocupar lugar no púlpito, mas deve estar apto para ensinar em todo tempo. Em 1 Pd. 5:1,2 encontramos uma recomendação de um presbítero para outro presbítero e principalmente aos presbíteros de hoje. Que os presbítero de hoje possam olhar para a vida do apóstolo Pedro para melhor se santificar a cada dia. Para os presbítero memorizar At. 20:28 Cabe a esses obreiros tomarem cuidados com as suas responsabilidades. Os mesmos devem saber quando e por que está apresentando um irmão ao quadro de obreiros. devem olhar as condições física destes irmãos, os conhecimentos bíblicos e a espiritualidade destes e que tenham uma vida exemplar. Fiel nos dízimos e frequentar a igreja e que já tenham sido aprovado nas provas da vida. Não é necessários ter o primeiro e o segundo grau, nem cursos superiores mas, pelo menos ler e escrever. Aos presbíteros está autorizado fazer todos os trabalhos na igreja como: cerimônia fúnebre, noivados, casamentos, orar com imposição de mãos e ungir, está autorizado até mesmo em assumir a presidência quando solicitado pelo pastor presidente. A ele é permitida a apresentação de criança na igreja, ajudar o pastor ou até realizar o bastimo nas águas se solicitado. Este obreiro na congregação em que é o responsável, não pode aceitar os maus costumes na igreja deve ter cuidado com rebanho o qual Deus o confiou pois o presbítero é um pastor local, cabe a ele por ordem aos seus obreiros e membros que estão sobre sua responsabilide de doutrina-los. Não está permitido ao presbítero a exclusão de nenhum membro, sem que antes tire uma comissão para o membro. Cabe ao presbítero dirigento fazer suas reuniões local com os seus companheiros.

-Lição 2

Aos Evangelistas
01. ao evangelista compete fazer ou promover trabalhos evangelisticos no campo.
02. abrir novas frentes de evangelismo.
03. participar ou liderar o trabalho missinário na igreja local.
04. submeter todas iniciativas ao pastor presidente.
05. relatar na reunião do ministério no final do ano sobre suas atividades.


Existe três classes de evangelistas, já falamos da primeira classe, agora quero lhe falar da segunda e terceira classe:
2. Evangelista autorizado o que ele não pode fazer
01. ungir
02. relizar batismo

03. impetrar benção apostólica e nenhuma espécie de cerimônia, porque o evangelista autorizado não é ministro e nem recebeu imposição de mãos. a menos que seja um Presbítero com o cargo de Evangelista autorizado. Ministério nenhum é obrigado a receber o irmão nesta função de evangelista autorizado por que este é um cargo local da própria igreja.

3. Evangelista intinerante
Este é um homem que recebeu de Deus este ministério especifico. Não recebe salário de parte alguma. Vive inteiramente pela fé, viajando de cidade em cidade atendendo convites. É por isso que ele tem o título de intinerante. Obs: se ele for consagrado pela convenção ele é evangelista no mundo inteiro.

- Lição 3

Falando sobre pastor ou candidatos a pastor
01. que tenha recebido de deus um ministério tríplice para: pregar, ensinar e aconselhar, bem como outros trabalhos de caráter pastoral. 1Tm. 4:15.
02. que tenha preparo bíblico de acordo com o padrão exigido pela igreja e pela bíblia.
03. que seja dizimista fiel.
04. que seja irrepreensível, discreto n falar e exemplo de santidade na vida.
Tito 1:6 ao 9.
05. que seja batizado com o espirito santo e por emersão.
06. convém que seja casado e que governe bem sua casa. 1Tm. 3:1 a 5.
07. que tenha boa saúde física, mental e emocional, para exercer o ministério pleno.
08. que seja obreiro da igreja no mínimo 2 anos e que tenha 5 anos consecutivos de membro da igreja.
09. as atribuições do pastor presidente consta no estatuto da igreja.
10. os demais pastores compete ajudar o pastor presidente na direção administrativa e espiritual da igreja.


A ordem nos cultos

Compete aos obreiros e dirigentes responsáveis pelo culto:
01. fazer a distribuição de oportunidades cuidadosamente, evitando tomar tempo demasiado com cânticos, anúncios e apresentações, lembre-se que a mensagem bíblica precisa de tempo considerável para sua exposição.
02. conduzir o culto divino de forma festiva e não como se fosse um vilório.
03. indicar uma pessoa para a regência dos hinos congregacionais, se o dirigente oficial do culto não possuir esta habilidade.
04. não chamar para o púlpito e nem dar oportunidade aquele que nem você e seus companheiros conheça; ainda que este se apresente como obreiro.
05. quando a pregadores e cantores só devem ser convidados com autorização do pastor ou do seu dirigente da congregação.
06. ao receber a visita de político ou utras autoridades reconhecidas, trate-as com honras e cortesias, podendo até separar-lhe um lugar especifico, mas nunca no púlpico.
07. começar e encerrar os cultos no tempo estabelecido, a menos que seja circunstâncias muito especiais. 08. levar os membros a sentir que sua frequencia e participação nos trabalhos da igreja são apreciados e que tem grande valor.
09. ensinar aos crentes que uma saudação não deve passar de 5 minutos, e uma palavra não pode passar de 10 minutos.
10. não permitir excesso ou vandalismo: isto inclui bater palmas, gritos histéricos, sapateados, danças no espirito, arrebatamentos e etc. Na maioria destes casos o que acontece mesmo é carnalidade ou puro emocionalismo.

-Lição 4



Regras gerais para obreiros e líderes
01. todos os obreiros como membros que são da igreja devem enquadar-se nas regras gerais.
02. para que, o obreiros não tenha o seu ministério censurado recomendá-se 2.Co. 6:3.
A) seja um homem de oração e apegado a palavra At. 6.4
B) mostre respeito para com todos os obreiros pois os mesmo são co-herdeiros da mesma esperança.
C) taceite com humildade as criticas e as acusações quando forem justas, Gl. 2:11, 1Tm. 5:20.
D) leve em conta os sentimentos alheios, nunca faça alguém passar vergonha em público.
E) não abuse da autoridade que lhe foi confiada, lembre-se que o obreiro é servidor da igreja e prestará conta de seus atos a Deus. Mt. 24:48,51
F) não seja precipitado para apontar alguém ao ministério as aparências enganam. 1 Tm. 5:22.
G) prepare-se para sofrer, o verdadeiro homem de Deus sofre por sua obra 2 Tm. 2:3,10,12.
H) não tenha fama de brigão ou mal educado controle seu temperamento 2. Tm. 2:24.
I) prepare outros obreiros para darem continuidade e obra de Deus 2. Tm. 2:22.
J) cuidado com o sexo oposto trate a todos com respeito e cordialidade de igualdade; 1.Tm. 5:1,2.
03. tenha uma boa linguagem sadia, evitando gírias e conversas que não edificam Tt. 2:8.
04. que seja líder a ser imitado Tt. 2:7.
05. cuidado com sua maneira de trajar, inclusive não relaxando determinados princípios de higiene. Nunca se esquecendo que o obreiro é o menhor cartão de apresentação da igreja 2. Tm. 3:17.
06. procure se esforçar para atrender o máximo possível não só conhecimento bíblico, mais também no secular. A falta de instrução pode ser um tropeço no exercício do ministério até mesmo dos mais santos homens de Deus. 2. Tm. 2:15;3:15 a 17.
07. tevitar o acesso ou movimento de pessoas na frente do púlpito na hora do culto para não desviar a atenção dos cultuantes.
08. tenha um comportamento exemplar no púlpito evitando com isso:
A) Posicionamentos indiscretos das mãos ou pernas.
B) Conversas desnecessárias e risos escandalosos.
C) Articulação excessiva como chamar alguém no plenário.
D) Apoiar os cotovelos no púlpito ou bater no mesmo com as mãos ou com a bíblia, quando estiver fazendo uso da palavra de Deus.

-Lição 5

Características do Líder Cristão
São vários os dons. É igualmente vários os ministérios. O ministério frutífero e vitorioso depende do dom que o acompanha e enriquece. Alguns lideres que Deus levantou em nosso meio são verdadeiros apóstolos. Não o são porque se fizeram a si mesmos, senão porque deus lhes deu o verdadeiro dom, Ef. 4.11. O evangelista se caracteriza por sua ousadia, por sua agressividade apaixonada, por seu pioneirismo, por seus apelos inflamados, por seu verbo inspirado. Busca-se no pastor algo um pouco diferente. O pastor modelo nas escrituras é, naturalmente, o Senhor Jesus. Ele foi o maior evangelista, mas também o maior pastor. Assim, destacamos algumas das muitas qualidades que devem estar presentes na vida de um líder espiritual:
01. O líder deve ter amor (Gl. 5:22a) Ninguém conseguirá êxedo na obra de deus sem amor. Nossa redenção foi efetuada em amor (Rm. 5.8). Somos salvos por causa do maravilhoso amor de Deus. Quem lidera a obra de Deus deve estar cheio de amor.
02. o líder deve ter mansidão (Mt. 11.29) Jesus nos ensinou a sermos mansos como Ele é Mansidão não significa frouxidão, nem desprezo à justiça. A verdadeira mansidão nos torna moderados, plenos de equilibro espiritual, de modo a alcançarmos a bênção de Deus para a igreja.
03. O líder deve ter poder (At. 1.8) O poder espiritual nunca pode nem deve ter confundido com autoridade déspota. Há os imaginam que a igreja lhes pertece e por isso usam de autoridade humana e abusiva na condução do trabalho do Senhor Jesus. Necessitamos da autoridade Espírito, de uma liderança de fato espiritual, de fato espiritual, de uma unção do Santo dos santos.
04. O líder deve ter visão (Ap. 3.18) A principal visão que o líder deve ter é sobre as necessidades e oportunidades da Obra (Jo. 4.35). A Palavra de Deus dá muita ênfase á visão espiritual. O homem que nada enxerga para onde conduzirá os seus liderados? A visão perfeita pode e deve ser renovada com aplicações do colírio do céu o líder precisa conhecer asw necessidades locais, nacionais e universais da Obra. A igreja de cristo deve ser liderada por homens que "vêem al longe", vêem o invisível".
05. O líder deve ter experiência. Um neófilo não pode ser líder. Não devemos fazer a obra de Deus baseados unicamente em nossa experiência pessoal, todavia a nossa experiência deve aumentar progressivamente (Hb. 5.14). O líder deve conduzir seus liderados por caminhos através dos quais ele mesmo já tenha passado. Esta verdade se observa na própria vida de Jesus, que "em tudo foi tentado... para socorrer os que são tentados".
06. O líder deve ser um homem de Deus. O verdadeiro servo de Deus que apascenta o rebanho do Senhor, deve ser sobretudo um homem de Deus.
07. O líder cristão deve ter grande capacidade de auto-domínio. Em Jesus isto é notável. Ele sabia controlar-se a si mesmo para merecer grande confiança e ilimitado respeito por parte da comunidade. Todos podem se apressar em falar, menos o líder. Ele sabe ouvir. Sabe perguntar. Sabe identificar o centro de uma questão. Saber julgar com discernimento. Jamais se apaixona por um grupo, por uma elite, por uma facção. O líder de todo o grupo.
08. O líder cristão deve ter uma grande serenidade diante do adversário. Existem alguns segredos na liderança espiritual. O Espírito santo é quem capacita o líder, dando-lhe a serenidade exigida para os grandes momentos. Se o tentador lhe oferece glória, ele serenamente a rejeita. Oportunidades de crescer sem motivação divina são frequentes no exercício da liderança cristã. ele deve ser enérgico, deve impor respeito, mas nunca perder a serenidade (Jo 18.1-11). O líder cristã serenamente se deixa até imolar, mas defende o grupo que lhe foi confiado. O bom líder nunca sacrifica os seus liderados. Prefere sacrificar-se a si próprio.
09. O líder espiritual deve ter uma grande capacidade de perdoar. O líder espiritual sabe relevar as fraquezas de seus liderados, perdoando-os. Perdoa bem antes do pedido ser feito. Mas isto não exclui o dever do ofensor. A maneira como Jesus tratou a mulher samaritana e a mulher pecadora (Jo 4,8) nos ajuda a ter o modelo perfeito do líder.
10. O líder espiritual deve ter uma grande capacidade de formar obreiros. O evangelista funda igrejas. O mesmo edifica vidas através do ensino. O pastor forma obreiros. Não apenas também isto. Jesus preparou 12, depois preparou 70, depois continuou preparando. Tarefa do líder espiritual. O bom líder deve preparar auxiliares, cooperadores, olhando para eles com uma visão espiritual. Há um exemplo clássico em At. 16.3a. Timóteo, ao que consta, não recebeu a chamada através de sonhos, profecias, visões ou revelações etc. Ele foi chamado através de paulo. O pastor é um pai. Um pai que deve gerar filhos. Esses filhos deverão ser futuros obreiros. A sombra de pedro, o deserto da Arábia, a escola de profetas, o monte da transfiguração, tudo isto são ideais de como o obreiro pode desenvelver um grande ministério. Um grande ministério não é um ministério quantitativo, estatístico. É o ministério. Um grande ministério não é um ministério quantitativo, estatístico. É o ministério que se projeta através do tempo. Quando um pastor gera obreiros, chega o dia de sua morte, ele se vai, mas "depois de morto, ainda fala". A carência de espaço não nos permite continuar. Pensemos, todavia, no acima exposto. E que Deus acrescente os dons efetivos a cada servo(a) que humildemente se apresentar para cumprir a vontade de deus, aqui na terra. Necessitamos de liderança espiritual para dispor de suficiente autoridade sobre a igreja e orientá-la devidamente. Uma nuvem de doutrinas heréticas cai sobre o mundo e tenta invadir a igreja. Falsas doutrinas. Estamos vivendo uma época extremamente difícil. Forças inimigas tentam destruir a eleita de Jesus. somente homens dotados de verdadeira liderança espiritual podem, em nome do Senhor, conduzir o rebanho a pastagens verdejantes e deixá-lo fora do alcance do lobo cruel. Necessitamos de liderança espiritual para dispor de suficiente autoridade sobre a igreja e orientá-la devidamente. Uma nuvem de doutrinas heréticas cai sobre o mundo e tenta invadir a igreja. Falsas doutrinas, desvios da fé, heresias cruéis, sensacionalismo gritante, falsos profetas, falsos doutores, ensinadores de mentiras, falsos cristos e outras aberrações tomam conta do mundo. Como a igreja os vencerá? Dispondo de lideres fiéis e sinceros, na direção do Espírito de Deus. Deus nos ajude a sermos usados por Ele com o verdadeiro espírito de liderança e assim levaremos a igreja a presença do Senhor Jesus, o nosso Sumo Pastor. Achei por bem terminar esta matéria falando dos líderes da igreja, homens que Deus tem confiado esta sublime tarefa, ensinar, apascentar e evangelizar, espero que Deus vos enriqueça cada dia mais, e continue vos capacitando na vocação em que for chamados, e o conselho que o sogro de Moisés deu ao seu próprio genro, eu também quero dar aos meus companheiros; escolha homens preparados por Deus para vos ajudar nesta tarefa, o obreiro nunca deve fazer tudo sozinho, além de ficar terrivelmente cansado causa revolta aos companheiros que estão no púlpito, à obreiros que parecem verdadeiros ditador e isso não agrada a Deus e nem aos companheiros, estou falando por experiência própria, eu conheço uma igreja que os cultos são realizados assim, se o pastor presidente estiver no púlpito e ele começar o culto já se sabe que nenhum obreiro vai ser solicitado para fazer nada, ele dirige o período devecional, após o mesmo faz a leitura, ora após a palavra e o mesmo distribui as oportunidades, e o mesmo prega e faz a oração final, o mesmo faz os anúncios e encerra o culto, na ausência dele o vice-presidente faz a mesma coisa. Na minha opinião uma igreja dessa não precisa de ministério, todas as tarefas devem ser bem divididas. Os cultos devem ser realizados assim: O companheiro dá-se início ao culto, fazendo uma fervorosa oração com igreja, após canta-se alguns hinos ou indica um colega para cantar, após a leitura devocional deve ser feita pelo pastor da igreja, o mesmo deve orar ou indicar um colega para fazer esta oração, após deve indicar um obreiro para a direção do culto, antes do mensageiro deve-se fazer os anúncios e etc. Passaremos a conclusão desta matéria deixando aqui versículos para os cooperadores, diáconos, presbíteros e evangelistas.

Cooperadores e Diáconos
Rm.16:3,9,21 - 1Co. 3.9 - 1Co. 9.23 - 1Co. 16.16 - 2Co. 6.1 - 2 Co.8.23 - Fp. 2.25 - Fp. 4.3 - Fp. 1.1 - Fm 24 - 3. Jo 8 - 1. tm. 3.1,8,12,13

Presbiteros e Evangelistas
At. 11.30 - At. 14.23 - At. 15.2,4,6,22,23 - At. 16.4 - At. 20.17 - At. 21.18 - 1Tm. 5.17,19 - Tt.1.5 - Tg. 5.14 - 1Pe. 5.1 - 2Jo. 1 - 3Jo. 1 - 1Tm. 4.14 - 2Tm. 4.5


As inscrições serão abertas dia 12/03/2016. Não fique de fora!

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Mente Positiva (Você é aquilo que pensa)

Você já se perguntou por que pensamento negativos às vezes encham sua mente? Já indagou como transformar esses pensamentos negativos em outros positivos? Já notou o impacto daquilo que você pensa sobre aquilo que faz quando se depara com uma escolha moral importante ou um dilema ético? Foi feita uma pesquisa com um grupo de voluntários que passaram duas noites sem dormir. No estudo, pesquisadores do exército descobriram que a falta de sono prejudicava a capacidade dos participantes de tomar decisões diante de dilemas morais com carga emocional. Entretanto, o mais significativo foi que, embora alguns voluntários tenham mudado de opinião sobre o que era moralmente aceitável em decorrência da privação de sono, isso não foi unânime. Aqueles que, no início do estudo, tiveram uma pontuação elevada no quociente de "inteligência emocional" não vacilaram quanto ao que consideravam moralmente apropriado.

Esse estudo e vários outros ajudam a confirmar a verdade eterna de que somos aquilo que pensamos. Nosso modo de raciocinar molda nossas respostas à vida. Nossos pensamentos governam aquilo que fazemos. De modo geral, o comportamento segue aquilo que fazemos. De modo geral, o comportamento segue aquilo que se possa na mente. Agimos segundo as imagens que projetamos na tela de nossa consciência. Fica claro que todos nós devemos esperar enfrentar dilemas morais carregados de emoção pelo menos em alguma circunstância da vida. E, quando isso ocorrer, qual será nossa reação? Em tais ocasiões, a inteligência emocional pode fazer a diferença.

O que é inteligência emocional?
O conceito tradicional de inteligência envolver a capacidade cognitiva ou mental de uma pessoa. O teste de QI (quociente de inteligência) é o meio empregado para mensurá-la. No entanto, em 1983, o psicólogo desenvolvimentista Howard Gardner propôs no livro Frames of Mind a teoria das inteligências múltiplas. Em vez de definir inteligência como uma habilidade única, deveríamos entendê-la como um conjunto de oito habilidades (posteriormente ele incluiu mais uma): inteligência naturalista ("especialista em natureza"), inteligência musical ("especialista em música"), inteligência lógico-matemática ("especialista em números/raciocínio"), inteligência interpessoal ("especialista em pessoas"), inteligência corporal-cinestésica ("especialista em corpo"), inteligência linguística ("especialista em palavras"), inteligência intra-pessoal ("especialista no eu"), inteligência em imagens") e inteligência existencial ("especialista em moralidade"). Então, em 1995, o psicólogo e jornalista científico Daniel Goleman lançou um livro intitulado Inteligência Emocional, que ficou entre os mais vendidos em várias partes do mundo. Ele popularizou este tipo de inteligência, normalmente definida como a capacidade sentimental da mente, ou a habilidade de identificar, avaliar e controlar as emoções. De acordo com Goleman, a inteligência emocional possui cinco aspectos distintos:

.Conhecer nossas emoções.
.Administrar nossas emoções.
.Reconhecer as emoções.
.Administrar os relacionamentos com os outros.
.Motivar-nos a alcançar nossas metas.

Tudo isso é importante, pois sempre necessitamos decifrar e administrar as emoções.

Pastor Eraldo Moises

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

O significado do fracasso

Um homem investe tudo o que tem numa pequena oficina. Trabalha dia e noite, inclusive dormindo na própria oficina. Para poder continuar nos negócios, empenha as joias da própria esposa. Quando apresentou o resultado final de seu trabalho a uma grande empresa, dizem-lhe que seu produto não atende ao padrão de qualidade exigido. O homem desiste? Não! Volta à escola por mais dois anos, sendo vítima da maior gozação dos seus colegas e de alguns professores que o tachavam de "visionário". O homem fica chateado? Não! Após dois anos, a empresa que que o recusou finalmente fecha contrato com ele. Durante a guerra, sua fábrica é bombardeada duas vezes, sendo que grande parte dela é destruída. O homem se desespera e desiste? Não! Reconstrói, mas um terremoto novamente a arrasa. Essa é a gota d água e o homem desiste? Não! Imediatamente após a guera segue-se uma grande escasez de gasolina em todo o país e este homem não pode sair de automóvel nem para comprar comida para a família. Ele entra em pânico e desiste? Não! Criativo, ele adapta um pequeno motor a sua bicicleta e sai às ruas. Os vizinhos ficam maravilhados e todos querem também as chamadas "bicicletas motorizadas". A demanda por motores aumenta muito e logo ele fica sem mercadoria. decide então montar uma fábrica para essa novíssima invenção. Como não tem capital, resolve pedir ajuda para mais de quinze mil lojas espalhadas pelo país. Como a ideia é boa, consegue apoio de mais ou menos cinco mil lojas, que lhe adiantam o capital necessário para a indústria. Encurtando a história: Hoje a Honda Corporation é um dos maiores impérios da indústria automotiva japonesa , conhecida e repeitada no mundo inteiro. tudo porque o sr. Soichiro Honda, seu fundador, não se deixou abater pelos terríveis obstáculos que encontrou pela frente. 

Como sabemos, a persistência é um dos valores mais arraigados e fortes em empreendedores de sucesso. Você não vai encontrar um empreendedor que se sinta realizado e não tenha passado por bisadores, dificuldades, eros e frustrações. A persistência é mais bem compreendida quando entendemos o significado do fracasso. Já expliquei aqui a minha visão sobe o sucesso e acho pertinente dedicar o mesmo espaço para falar de fracasso e acho pertinente dedicar o mesmo espaço para falar de fracasso. 

Honda caiu várias vezes. A cada queda, seus amigos, clientes e familiares podem tê-lo rotulado como "fracassado". Não foi fácil, mas ele se levantou. Superar o desânimo, o cansaço, a desilusão e a frustração exige uma disposição e uma força de vontade hercúleas, numa proporção igual ou maior ao tamanho da queda. Só quem já passou por situação semelhante sabe o que significa. Quem se levantou, entretanto, e encarou o episódio como mais uma etapa do seu aprendizado, quem não se deixou abater e se fixou no objetivo maior para minimizar uma ocorrência infeliz, quem não aceitou o rótulo e se fechou às críticas destrutivas, quem encarou o fracasso como uma lição importante, foi, no final, vitorioso. 

Isso diferencia os empreendedores dos demais. Enquanto para a maioria das pessoas o fracasso é o fim, para os empreendedor, o fracasso é apenas o meio do caminho. Para o empreendedor, o fracasso não é o resultado, e sim um estado transitório, muitas vezes uma etapa necessária e inevitável pela qual ele precisa obrigatoriamente passar para chegar aonde quer. Alguém já aprendeu a andar de bicicleta sem nunca ter caído? Alguém já aprendeu a cozinhar sem nunca ter queimado um prato? Alguém já passou pela escola sem nunca ter errado um exercício?

Uma coisa importante é não confundirmos persistência com burrice e teimosia. O erro só faz sentido se tiramos alguma lição dele. Insistir no erro é burrice e é o tipo de persistência com a qual o empreendedor não quer ser confundido. Se cometeu um erro, faça diferente da próxima vez, mesmo que corra o risco de errar de novo. O que você deve evitar é a possibilidade de errar novamente pelos mesmo motivos. 

Outra coisa importante é que não podemos nos deixar levar pela pressão do tempo. Muitas produtos só se tornaram sucesso de mercado depois de várias tentativas. Isso pode ter levado meses e até anos. Empresas bem organizadas requerem resultados em função de períodos predeterminados de tempo: resultados devem ser entregues trimestralmente, semestralmente, anualmente. Para o empreendedor, a ditadura dos prazos não funciona. Para ele, resultados negativos não significam nada quando sua confiança e percepção o levam à crença de que os números positivos no futuro mais que compensarão os resultados parciais desfavoráveis. A visão de longo prazo do empreendedor pode se tornar vantagem competitiva diante de organizações cujos acionistas só reagem em função de resultados de curto prazo. Lembre-se sempre disto: Fracassar não é perder dinheiro, clientes, negócios. Fracassar não é errar, falhar, malograr. Fracassar é desistir.
Pastor Eraldo Moises

A Cultura do Planejamento

Em todos os capítulos foi mencionarda a necessidade de planejar. Antes de gerar relacionamento, antes da transação, antes da abordagem, é preciso realizar um trabalho prévio, que se for benfeito, determinará se a venda será ou não um sucesso. Vários profissionais acreditam que já planejam e dão de ombos para essa etapa do processo. Porém, não é só a primeira etapa do processo, mas a mais importante somente com um bom planejamento é possível prever problemas e adiantar-se a eles! Sabe o fomoso provérbio: "É melhor prevenir do que remediar"? Pois é, nas vendas é possível se preveniur, mas remediar... Imporssível! Se algo der errado, a venda está perdida, e o cliente não volta nunca mais (ele tem memória de elefante, lembra?). 

Por isso, é praticamente impossível atingir bons resultados sem planejamento. De todas as lições passadas até aqui, é inquestionável que sem planejamento nada disso terá efeito. Conforme outra conclusão a que já chegamos, a diferença está nas pessoas. É necessário pesamento estratégico, dedicação e poder de análise para planejar. 

Planejar é estudar o mercado, anlizar a concorrência, elaborar um plano de ação baseado em estatíticas, dados, expectativas e muitas outras informações. E isso só pode ser feito por mentes pensantes. Máquinas e processos tecnológicos não são capazes de produzir planejamento. Tais equipamentos podem levantar estatísticas, mas é o ser humano que, baseado nelas, leva adiante o planejamento. 

A maioria das empresas brasileiras infelizmente não tem a cultura do planejamento. Quando ele ocorre, muitas vezes é no método top down, ou seja, dos superiores e gestores para os subordinados; esses últimos não adquirem o hábito de planejar sozinhos, já que recebem as estratégias de seus superiores. Muito fácil, tudo pronto. Se algo der errado, a responsabilidade é imediatamente conferida aos níveis superiores. As equipes não buscam estudar o mercado e analisar a concorrência para criar o seu próprio planejamento; elas apenas recebem as metas e executam as atividades conforme as necessidades conforme as necessidades imediatas. 

Planejar é realizar profunda análise do passado, presente e futuro. Não restam dúvidas de que o futuro só pode ser construído quando se conhece o passado. É preciso conscientizar e habilitar as equipes de vendas para a importância do planejamento. Cada profissional, em seu cargo e setor, pode apresentar proatividade no quesito planejamento. Em vez de aguardar as metas propostas de cima, por que não se adiantar e analisar o mercado diretamente do seu ponto de vista? 

Analisar tendências não é tão complicado quando parece. é essa análise que nos permite prever determinados acontecimentos durante o planejamento. Se fôssemos definir o termo previsão de uma maneira prática e informal, poderíamos dizerr que é a "pretensão de saber o que teria acontecido se o que aconteceu não tivesse acontecido". 

As pessoas estão corretamente descrentes em relação à previsão, mas ainda assim ela está no centro da estratégia de marketing e do posicionamento competitivo. Portanto, a maneira mais segura de trabalhar com o futuro é por meio da análise de tendências, que podemos definir como a direção ou sequ^^encia de eventos que ocorrem em determinado momento. 

Veja como exemplo os tempos de crise financeira. A crise gera uma demanda por gurus da economia e analistas de mercado. Por quê? Ora, são eles os profissionais habituados a fazer o levantamento das probabilidades de acordo com uma análise do passado e do presente do mercado. Seja o mercado financeiro, econômico, consumidor, o que for. 

Não pense que esse tipo de análise é coisa para "especialista"! Análise de futuro e probabilidades de comportamento do mercado vão além da Matemática. Para o seu mercado, para o setor em que você atua, também é possível planejar e basear-se em possibilidades de cenário. Afinal, você conhece o seu mercado e a história dele. Se não conhece, vá aprender. em seguida, comece a traçar possíveis cenários. 

Depois, é possível fazer o mesmo com os clientes e com cada processo de vendas. Onde o cliente trabalha? A empresa dele está vivendo um bom momento? Historicamente, é uma empresa de sucesso? Ele usa produtos de qualidade ou os mais baratos? 

Veja que essas são algumas das centenas de perguntas que o vendedor deve fazer a respeito do cliente, antes de traçar a estratégia. 

Um processo aparentemente tão simples, mas que inúmeros profissionais nem sequer cogitam colocar em prática. Isso graças à preguiça e à desorganização. Ao pensar: "Sou muito desorganizado, jamais conseguiria me adaptar a processos de planejamento detalhados", você é o melhor alvo daqueles compradores que seguem a tal lista de "normas de negociação". Eles podem até comprar, mas você não gerará negócios de sucesso e altamente rentáveis. Para facilitar somente um pouco, vamos repassar as fases do Planejamento Estratégico.
Pastor Eraldo Moises